Trabalho

Trabalho do 1.º Escalão

C.A.S.A - Bernardo Manuel Silveira Estrela (Ribeira Grande)

Detentor de um espaço verde amplo o Centro de Apoio Social e Acolhimento – Bernardo Manuel Silveira Estrela sentiu necessidade, no âmbito do desafio “Sim, criar uma árvore dá frutos”, de valorizar a edificação de uma árvore em material reciclado.
Qual o sentido, qual a funcionalidade, qual a mensagem…quais os frutos?
Certos que se respira diariamente a natureza na Instituição foi intenção despertar crianças e pais, colaboradores e visitantes, para a existência dessa mesma natureza em nosso redor através de um elemento diferente, marco de atenção ao chegar e ao sair da Instituição.
Reciclar está na ordem do dia, mas serão trabalhadas as rotinas associadas? Haverá intervenção ativa que vá mais além da associação aritmética entre pacotes e embalagens vazias, papeis e cartões, frascos e garrafas e depósitos coloridos de azul, amarelo, verde… com imagens e slogans apelativos e, cada vez mais, arquitetonicamente enquadrados?
Com a nossa árvore queremos alertar para as diferentes etapas, para as diferentes vidas dentro da natureza onde nós, crianças e adultos criamos e recriamos, numa procura padronizada da coerência.
Assim, o tronco da nossa árvore reciclada surge em volta do tronco da nossa árvore real. Pacote sobre pacote pretendemos que estas duas realidades se tenteiem, originando comportamentos ecológicos.
Os ramos reais, alicerces das vidas futuras, revelam-nos folhas e frutos que se recortaram do mesmo invólucro do tronco. Surgem assim, como sinal de consciência diária folhas e frutos, reveladoras da outra existência e numa tentativa imperativa de despertar consciências.
Percorrendo esta nossa árvore encontramos, por fim, o ninho já com pequenos milhafres, mensagem última da renovação e preservação do meio ambiente.


Leave a Reply