Trabalho

Trabalho do 2.º Escalão

Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra | Turismo de Portugal (Coimbra)

Na Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra, o desafio Sim, Criar uma Árvore dá frutos! foi uma atividade ambiental desenvolvida pelos alunos da turma do 2º ano de Técnicas de Serviço de Restauração e Bebidas (TSRB), constituída por 14 alunos na faixa etária dos 16 aos 18, sobre a orientação das professoras Carla Marques e Teresa Barata, integrada na disciplina de Integração Socio-Cultural - aulas praticas de Educação Ambiental.
A ideia de criar uma Bananeira, surgiu nos alunos no âmbito do lançamento do novo néctar com sabor a banana oriunda do arquipélago madeirense, que resultou de uma parceria entre a Sumol+Compal e a GESBA - Empresa de Gestão da Banana, na Madeira.

Receita para Criar uma Bananeira

Ingredientes:
Muitas embalagens de Tetrapak
Imensas embalagens da Sumol+Compal de 1litro
1 Velho Guarda-Sol
1 Antigo Tubo de Saneamento
1 Placa de isolamento de construção civil envelhecida
1 Pneu muito velho

Preparação:
Juntar os ingredientes todos, misturar com jornais lidos, cola quente, cola branca, agrafos, arame, x-ato, tesoura e alicates, pincelar com tinta cheia de muito empenho, alegria e dedicação e polvilhar com areia.

Informações sempre úteis:
Informação nutricional da banana (100g de produto edível)

Energia - 95 kcal
Proteínas - 1,6 g
Gordura - 0,4 g
Hidratos de carbono - 22,5 g Dos quais açúcares - 19,6 g
Fibra - 3,1 g

Vitamina A - 4 ug
Vitamina C - 10 mg
Ácido fólico - 14 ug
Sódio - 6 mg
Potássio - 425 mg
Cálcio - 8 mg
Fosforo - 25 mg
Magnésio - 28 mg

A banana, enquanto está verde, é constituída maioritariamente por água e amido, daí o seu sabor desagradável. À medida que vai amadurecendo, o amido transforma-se em açúcares mais simples, como a glicose e a sacarose, concedendo-lhe um sabor doce.
Além dos hidratos de carbono, a banana apresenta outros micronutrientes representativos, nomeadamente o potássio, o magnésio e o ácido fólico.

Fonte: Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge. (2007). Tabela da composiçao de alimentos. Lisboa: Ministério da Saúde.


Leave a Reply